Header Ads

Giro de Notícias

Romero indica Bruno Cunha Lima como pré-candidato à Prefeitura de Campina Grande


Bruno Cunha Lima
Bruno Cunha Lima (Foto: Portal Correio)

O prefeito de Campina Grande, Romero Rodrigues (PSD), anunciou que o ex-deputado estadual Bruno Cunha Lima, também do PSD, será o candidato de seu grupo político à Prefeitura da cidade nas eleições deste ano. O anúncio aconteceu no início da tarde desta sexta-feira (14), através de transmissão ao vivo nas redes sociais.

    Bruno Cunha Lima foi deputado estadual e presidente da Comissão Parlamentar de Combate ao Câncer da Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB), onde foi líder da bancada de oposição. Bruno também foi vereador de Campina Grande. Ele está à frente de projetos sociais como a ‘Corrida do Bem’, com edições em Campina Grande e João Pessoa, e o ‘Pedal Solidário’, em João Pessoa.

    “Chegamos até aqui com dois grandes amigos. Tudo na vida tem etapas e o momento certo. Convivi muito com Tovar e Bruno que empreenderam um trabalho bem maior por essa postulação. Conheço o DNA de ambos e não tinha dúvida que estaríamos juntos em mais um processo eleitoral em Campina Grande”, disse Romero.

    O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) aprovou nessa quinta-feira (13) os ajustes em suas resoluções com as novas datas dos eventos eleitorais e votações das eleições municipais deste ano. Devido à pandemia da Covid-19, o Congresso Nacional aprovou emenda constitucional adiando o pleito para 15 de novembro, em primeiro turno, e o segundo turno para 29 de novembro. Originalmente, as eleições acontecem no mês de outubro.

    O plenário do TSE aprovou ainda quatro resoluções, que tratam, respectivamente, das regras gerais de caráter temporário; de uma alteração pontual na resolução que dispõe sobre o cronograma do cadastro eleitoral; de mudança na resolução dos atos gerais do processo eleitoral e do novo calendário eleitoral de 2020, que teve 297 marcos temporais definidos.

    Convenções partidárias

    Além da data das votações, também foi adiado o período das convenções partidárias, para deliberar sobre escolha de candidatos e coligações, que deverão ser realizadas de 31 de agosto a 16 de setembro. Já o prazo para o registro de candidaturas, que terminaria em 15 de agosto, foi transferido para 26 de setembro. Os partidos terão até as 19h do dia 26 para realizar o procedimento no cartório eleitoral, mas será possível enviar o requerimento, via internet, até as 8h.

    Propaganda eleitoral

    A propaganda eleitoral, inclusive na internet, será permitida a partir de 27 de setembro, após o fim do prazo de registro de candidatura. Já a diplomação dos candidatos eleitos deverá ocorrer até o dia 18 de dezembro em todo o país. A data da posse, 1º de janeiro de 2021, não sofreu alteração.

    O TSE também poderá solicitar ao Congresso Nacional a marcação de novas datas de eleições em estados ou municípios em que a situação sanitária coloque em risco os eleitores, mesários e servidores da Justiça Eleitoral. Nesses casos, o prazo final para que essas votações ocorram vai até 27 de dezembro.

     Fonte: Portal Correio

    Nenhum comentário