Header Ads

Giro de Notícias

Divulgada 13ª lista de convocados para combater coronavírus na PB

Coronavírus
 (Foto: Marcos Santos/USP Imagens)
O Governo do Estado da Paraíba torna pública a relação da 13ª convocação de profissionais da área de saúde, resultante da Chamada Pública, em caráter de urgência, visando à contratação de agentes de combate ao coronavírus, no âmbito da Secretaria de Estado da Saúde. O edital com a lista contendo 33 nomes, pode ser conferido a partir da página 4 da edição desta sexta-feira do Diário Oficial do Estado (DOE).
Foram convocados enfermeiros, técnicos de enfermagem, médicos clínicos, médicos intensivistas e fisioterapeutas. A relação dos profissionais está disposta seguinte ordem: Local de trabalho, nome e CPF.
O candidato deverá comparecer ao local de trabalho e apresentar toda documentação exigida ao setor de Recursos Humanos. Ele ficará obrigado a se apresentar com cópias acompanhadas dos originais. Aquele que não apresentar os documentos ficará sujeito à não contratação.
A apresentação dos profissionais convocados deve acontecer nos dias 8 e 11 de maio nos serviços de saúde nos quais foram alocados.

Chamada Pública

A Chamada Pública para enfrentamento do novo coronavírus prevê 346 vagas para médicos, 1.606 para profissionais da enfermagem, 336 para fisioterapeutas, 10 vagas para o Lacen-PB, 100 vagas para técnico em vigilância em saúde, 50 para técnico em análises clínicas e 5 vagas para videofonista. Algumas destas vagas serão destinadas ao Complexo regulador estadual para a Covid-19. A remuneração varia de um salário mínimo até R$ 14 mil.
A convocação é feita de forma regionalizada, na qual o candidato concorre apenas à vaga da Gerência Regional de Saúde para a qual se inscreveu. A carga horária dos selecionados é de 40 horas semanais.

Residência médica

O Diário Oficial do Estado também trouxe nesta sexta-feira o resultado final da chamada pública de profissionais residentes médicos. O DOE divulgou lista com 10 nomes, na página 4 da publicação, nas áreas de clínica médica, ginecologia e obstetrícia, medicina intensiva e pediatria.
Fonte: Portal Correio

Nenhum comentário