Header Ads

Giro de Notícias

Desemprego aumenta na Paraíba e chega a quase 14%

Carteira de trabalho, Desemprego
Foto: Pedro Ventura/Agência Brasília
A taxa de desemprego na Paraíba aumentou no 1º trimestre deste ano e chegou a 13,8%, acima da média brasileira de 12,2%, de acordo com dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD) Contínua, divulgados pela Insituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) nessa sexta-feira (15). Nesse período, havia cerca de 228 mil pessoas desempregadas no estado.
A pesquisa ainda não abrange todo o período de pandemia, tendo em vista que a crise provocada pelo novo coronavírus começou depois da segunda metade de março, terceiro mês do levantamento trimestral do IBGE.
No comparativo com o 1º trimestre do ano anterior, quando esse indicador era de 11,1%, a Paraíba apresentou a alta mais expressiva do país na taxa de desocupação, de 2,7 pontos percentuais. Em relação ao 4º trimestre de 2019 (12,1%), também houve aumento, mas um pouco menor, de 1,7 ponto percentual.
Entre as mulheres no estado, a taxa de desocupação chegou a 17,1%, com uma diferença de 5,3 pontos percentuais em relação aos homens, com uma proporção de 11,8%. O grupo feminino registrou as maiores altas, tanto em relação ao 4º trimestre de 2019, quando o percentual era de 14,1%, como em comparação ao 1º trimestre do último ano (12,9%).
Em outras 14 unidades da federação, o desemprego também superou a média nacional. O país tinha 12,9 milhões de pessoas sem trabalho no primeiro trimestre, conforme já divulgado pelo Instituto.
Já a Região Metropolitana de João Pessoa (RMJP) teve alta em relação ao último trimestre de 2019 (13,7%), e apresentou a 6ª maior taxa de desocupação do país, de 15,9%, em comparação com as demais. No Nordeste, a média foi de 15,6%.
Combinadas, as taxas de desocupação e de subocupação por insuficiência de horas trabalhadas somam 23,9% do total da força de trabalho paraibana, o que representa cerca de 396 mil pessoas.

Nível de ocupação

O nível de ocupação, definido como a proporção de pessoas ocupadas em relação a população de 14 anos ou mais de idade, na Paraíba, caiu de 47,1% no 4º trimestre de 2019 para 44,4% no 1º deste ano. Em comparação ao mesmo período do último ano, que registrou 46,1%, também houve queda, de 1,7%. O percentual ficou abaixo das médias nacional e regional.
Entre as pessoas ocupadas no estado no 1º trimestre, 63,5% eram empregados, 30,4% atuavam por conta própria, 2,4% eram trabalhadores familiares auxiliares e cerca de 3,7% eram empregadores.
Fonte: Portal Correio

Nenhum comentário