Header Ads

Giro de Notícias

Próximo ano terá 76 novas escolas estaduais Cidadãs Integrais

Cidadãs Integrais
(Foto: Ilustrativa / Arquivo)
O Governo do Estado divulgou nessa terça-feira (17) a lista das escolas da Rede Estadual de Ensino que serão cidadãs integrais em 2020. A rede possui 153 escolas integrais, e a partir de janeiro mais 76 integrarão o modelo.
Na expansão, das 76 novas escolas, 12 serão técnicas, assim como mais 19 que já eram integrais, ou seja, oferecerão cursos técnicos integrados ao Ensino Médio. Assim, a Rede passará a ter 229 escolas integrais, das quais 99 ofertando cursos técnicos. A lista está disponível aqui.
“A Paraíba superou, já em 2018, a meta de matrículas do Plano Nacional de Educação para 2024, com 25,1% de matrículas em escolas integrais. Em 2020 daremos um salto ainda maior, e assim será nos anos seguintes”, disse o secretário da Educação e da Ciência e Tecnologia, Cláudio Furtado.

Programa Escola Cidadã Integral

O Programa Escola Cidadã Integral é um novo modelo de escola pública que tem a proposta de organização e funcionamento em tempo único (integral). É uma política pública e está inserida no Plano Nacional de Educação, de acordo com a meta 6: “Oferecer educação em tempo integral em, no mínimo, 50% das escolas públicas, de forma a atender, pelo menos, 25% dos (as) alunos (as) da educação básica” e também no Plano Estadual de Educação.
O programa tem como foco a formação dos jovens por meio de um desenho curricular diferenciado e com metodologias específicas, que apresentam aos estudantes do Ensino Médio possibilidades de se sentirem integrantes do seu projeto de vida. Essas escolas são organizadas com salas temáticas, laboratórios de informática, ciências e outros espaços de vivências, onde os jovens podem transitar, a partir do seu projeto de vida, em suas competências cognitivas e socioemocionais, de forma a desenvolver as suas potencialidades.
Dentro dessa proposta existem também as Escolas Cidadãs Integrais Técnicas. Elas seguem o mesmo modelo que a Escola Cidadã Integral, mas têm como diferencial os cursos técnicos, que visam à formação dos jovens para atuarem no mercado de trabalho. Ambas têm como foco proporcionar aos jovens se reconhecerem como protagonistas em seus locais de atuação.
O Programa de Educação Integral tem um currículo diversificado e com organização curricular flexível. O currículo escolar conta com as disciplinas obrigatórias da base, parte diversificada, componentes integradores e também as disciplinas eletivas que são elencadas a partir da escolha dos estudantes de acordo com seu interesse a aptidão.
Fonte: Portal Correio

Nenhum comentário