Uma técnica de enfermagem de 39 anos foi vítima de tentativa de feminicídio na manhã desta quarta-feira (20) ao chegar no Hospital de Trauma de Campina Grande, onde trabalha. Ela teria sofrido vários golpes de faca pelo ex-companheiro, com quem tem um filho de dois anos, e foi atingida nas costas, cabeça e pescoço.
De acordo com uma funcionária do local, a vítima teria chegado para assumir seu plantão e, ainda no estacionamento, foi abordada pelo suspeito. Os gritos foram ouvidos pela equipe, que a resgatou e a encaminhou para a área vermelha. De acordo com o hospital, a mulher foi submetida a uma cirurgia. O estado de saúde ainda não foi divulgado.
O suspeito do crime foi detido e encaminhado à Central de Polícia de Campina Grande.

SES

Em nota, a Secretaria de Estado da Saúde lamentou profundamente o crime praticado contra a funcionária. “Ela colabora com a qualidade dos serviços prestados por este hospital à população paraibana desde 2011 e vinha sofrendo ameaças de seu companheiro. A violência doméstica é uma das mais brutais formas de violência, que atinge a mulher na sua autonomia”.
“Ela foi vítima de um crime grave, praticado por quem a conhecia intimamente e sabia que atingi-la no seu ambiente de trabalho seria ainda mais humilhante e doloroso. O Hospital de Trauma de Campina Grande junto com a SES não medirão esforços para auxiliá-la, protegê-la e resgatar a sua dignidade, bem como colaborar com as autoridades policiais e a justiça”, finaliza a nota.