Header Ads

Giro de Notícias

2020 terá nove feriados prolongados; veja quais são

O ano de 2019 tem apenas mais um feriado nacional pela frente: o Natal. Mas, em 2020 o brasileiro terá nove feriados prolongados. É o dobro dos feriadões deste ano. O número de dias de folga pode ser ainda maior em algumas cidades, porque estados e municípios também podem decretar feriados locais. A lista oficial de feriados nacionais ainda não foi divulgada pelo Ministério da Economia. 
O maior número de folgas se dá porque 2020 é ano bissexto, com 366 dias. Com isso, feriados que caíram aos fins de semana em 2019 ocorrem na segunda ou na terça-feira em 2020. Esse é o caso de Tiradentes (21 de abril), Proclamação da República (7 de setembro), Nossa Senhora Aparecida (12 de outubro) e Finados (2 de novembro).
A primeira folga prolongada de 2020 é o Carnaval, ponto facultativo, que cai no dia 25 de fevereiro. Para emendar, é preciso que a empresa decrete dias de folga para os funcionários. Já servidores públicos não trabalham. A lista de folgas prolongadas também conta outro ponto facultativo, Corpus Cristhi, em 11 de junho. O primeiro feriado do ano, 1º de janeiro, cai na quarta-feira.
Feriados de 2020
Ano terá nove feriados prolongados
FeriadoDia
Confraternização universal1º de janeiro (quarta-feira)
Carnaval25 de fevereiro (terçs-feira)
Páscoa10 de abril (sexta-feira)
Tiradentes21 de abril (terça-feira)
Dia do Trabalho1º de maio (sexta-feira)
Corpus Christi11 de junho (quinta-feira)
Independência do Brasil7 de setembro (segunda-feira)
Nossa Senhora Aparecida12 de outubro (segunda-feira)
Finados2 de novembro (segunda-feira)
Proclamação da República15 de novembro (domingo)
Natal25 de dezembro (sexta-feira)

FONTE: reportagem Segundo Guilherme Dietze, assessor econômico da FecomercioSP, o impacto econômico do aumento de feriados em 2020 deve ser pequeno na economia, com perca de cerca de um dia de faturamento no ano. Segundo Dietze, com a economia dando sinais de melhora, o impacto das folgas gerais são menos sentidos já que as pessoas estão saindo de casa para viajar ou consumir. “Se cai o movimento em uma loja de roupa ou em algum outro lugar no comércio, movimenta as cidades turísticas”, explica.
Fonte: Portal Litoral PB

Nenhum comentário