Header Ads

Giro de Notícias

Polícia Federal investiga suposta propina a ex-ministros do PT

A Polícia Federal deflagrou, na manhã desta quarta-feira (21), a 63ª fase da Operação Lava Jato, chamada Carbonara Chimica. O objetivo desta nova fase é a suspeita de pagamentos periódicos indevidos a dois ex-Ministros de Estado identificados na planilha da empreiteira Odebrecht como “Italiano” e “Pós-Itália”. Em depoimento, Marcelo Odebrecht afirmou que “Italiano” se referia ao ex-ministro Antônio Palocci e “Pós-Itália” era Guido Mantega, ambos integrantes do ex-governo PT.
A ação apura crimes de corrupção ativa e passiva, além de lavagem de capitais. Cerca de 40 Policiais Federais cumprem 2 mandados de prisão temporária e 11 mandados de busca e apreensão em São Paulo e na Bahia. Os mandados foram expedidos pela 13ª. Vara Federal de Curitiba-PR.
O pagamento da propina tinha como objetivo, entre outras coisas, a aprovação de Medidas Provisórias que instituiriam um novo refinanciamento de dívidas fiscais e permitiriam a utilização de prejuízos fiscais das empresas como forma de pagamento (Refis da Crise – MPs 470/2009 e 472/2009).
A justiça determinou ainda o bloqueio de R$ 555 milhões dos investigados.
MaisPB

Nenhum comentário