Header Ads

Giro de Notícias

Inscrições para o CFO da Polícia Militar terminam nesta terça

CFO da PM (Foto: Divulgação)

O prazo das inscrições para o Curso de Formação de Oficiais (CFO) da Polícia Militar termina nesta terça-feira (30) e os interessados em concorrer a uma das vagas devem acessar o site da Polícia Militar, até as 23h59, para garantir a participação no concurso. A taxa cobrada é a mesma do ano passado e custa R$ 50. O cargo tem remuneração inicial de mais de R$ 7.200, que é o valor pago ao primeiro posto de oficial, o 2º tenente.
No site, o candidato deve ir até a barra de menu, acessar o espaço ‘informações’, depois clica em ‘concurso’ e, logo após, em ‘concurso público’. Esse procedimento vai direcionar o candidato para a página do concurso CFO 2020. Lá, vai ter um link na parte de inscrições para ser acessado, onde, com o número de CPF, o interessado em concorrer começa a fazer a inscrição. É necessário já estar inscrito no Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM 2019), que é a primeira etapa do concurso.
Entre os requisitos exigidos para concorrer, estão a idade – completar entre 18 e 32 anos no ano da matrícula no curso, que é 2020 – e a altura (1,65 m para homens e 1,60 m para mulheres). As outras exigências podem ser consultadas no edital, disponível no site da PM.
O concurso tem cinco fases: a intelectual, os exames de saúde, os de aptidão física, psicológica e avaliação Social. A primeira etapa, o ENEM, acontecerá nos dias 3 e 10 de novembro. Candidatos classificados em até 5 vezes o número de vagas, serão chamados para as demais fases do concurso. São 25 vagas para candidatos do sexo masculino e 5 para o feminino.

Cargo

A formação prepara o profissional para comandar e coordenar as ações de segurança pública, além do assessoramento ao comando, gerenciando também os recursos humanos e logísticos. O oficial é responsável também pelo planejamento de ações e operações, desenvolvendo processos e procedimentos administrativos militares, de estudos técnicos e capacitação profissional, a fim de proteger e preservar a vida dos cidadãos e garantir o pleno exercício dos seus direitos.
Fonte: Portal Correio

Nenhum comentário