Header Ads

Giro de Notícias

Milan anuncia o retorno de Leonardo como diretor esportivo

(Foto: Reuters)
O Milan anunciou nesta quarta-feira o retorno de Leonardo ao clube. Em tom nostálgico, afirmando que “Leo está em casa de novo”, o clube italiano publicou uma nota em seu site, oficializando o brasileiro como seu nome diretor esportivo. O ex-lateral da seleção brasileira concederá uma entrevista coletiva na próxima quinta-feira para falar sobre a nova função, chamada pelos rossoneri de “direção geral da área técnico-esportiva”.
No comunicado oficial, o Milan aponta que o retorno é “repleto de emoções” para os torcedores do Milan, uma vez que Leonardo marcou época no clube – primeiramente como jogador, entre 1997 e 2001, e depois como diretor e treinador, entre 2003 e 2009. Campeão italiano como atleta, em 1998/99, o brasileiro também participou de conquistas expressivas, como a Liga dos Campeões de 2006/07, ocupando cargos de direção e ajudando na atuação do time italiano no mercado.
Em 2009, Leonardo deixou a atuação como diretor para aventurar-se como treinador, substituindo Carlo Ancelotti. Entretanto, não obteve sucesso, permaneceu apenas por uma temporada e depois surpreendeu ao rumar para a rival Inter de Milão, onde trabalhou como técnico por cerca de seis meses, antes de rumar ao Paris Saint-Germain para voltar a ser diretor – função que ocupou até 2013.
Segundo o Milan, a escolha por Leonardo “marca um movimento na direção de um retorno à elite do futebol europeu”. Foi o que apontou o presidente executivo do clube, Paolo Scaroni.
– O retorno de Leonardo, um grande rossonero e um campeão do mundo, é outro passo em direção ao sucesso. A escolha por Leonardo também é um sinal de comprometimento de Elliott a adicionar figurar de experiência internacional, que saibam o que significa trazem o Milan de volta à grandeza. Leonardo Será o responsável pela área esportiva, assim como o mercado de transferências e terá todo o suporte necessário para fortalecer e racionalizar o time, de acordo com as regras do Fair Play Financeiro da Uefa – disse o diretor.
Globo Esporte 

Nenhum comentário